garota tímida

Fazer teatro pode não ajudar para falar em público.

Em minhas turmas novas de oratória, alguns alunos afirmam que pensaram em fazer curso de teatro a fim de resolver a questão da timidez para falar em público. 

Existem muitas pessoas que acreditam que o teatro pode realmente ajudar alguém que é tímido a resolver a questão. Porém, isso não é verdade.

Nem preparadores de atores e atrizes da Rede Globo conseguem resolver esta questão da timidez.

O que a psicologia diz a respeito?

O psicoterapeuta Ruy Miranda sugere que os pais são grandes influenciadores nesta questão da timidez. Se um deles se comportarem da seguinte forma existe grande chance do filho se tornar tímido:

  • Se os pais forem, eles mesmos, tímidos.
  • Forem muito agressivos.
  • Submeterem o filho a constantes críticas ou humilhações silenciosas ou públicas.
  • Criarem problemas familiares que causem vergonha.
  • Tiverem um comportamento frio.

A timidez pode ser mais comum na adolescência e se diluir na entrada da vida adulta. Porém, algumas pessoas parecem nunca conseguir se livrar dela mesmo depois de avançada idade. Neste caso pode ser muito positivo submeter-se a um tratamento terapêutico. 

Ao ter que falar em público, uma pessoa com timidez elevada pode experimentar grande desconforto. 

O que a neurociência diz a respeito?

O Professor Luiz Machado, da Cidade do cérebro, criador do método da “Emotologia”, uma habilidade humana que temos de desenvolver o controle de nossas capacidades cerebrais, afirma que nosso sistema nervoso possui uma forma de proteção para situações como estas.

Ele chama de S.A.P.E – Sistema de Auto Preservação da Espécie. Este sistema reconhece situações que representam perigo ou algo desconhecido para a pessoa. E passa a ativar um conjunto fisiológico que se configuram como um sistema de preservação da vida da pessoa. Neste caso, uma pessoa que se depara com uma situação dessas, por exemplo, falar em público sem ter preparo para isto, poderá disparar o S.A.P.E.

Ela vai sentir taquicardia, dilatação das pupilas e dos brônquios, aceleração respiratória, suor, tensão muscular por causa da produção de adrenalina, aceleração metabólica, excesso de energia e um grande impulso para fugir da ação imediata ou acelerar o que está fazendo a fim de se livrar logo da participação no processo, entre outros sintomas.

Afinal, o teatro resolve a timidez?

A timidez não se resolve com o teatro principalmente por que o teatro não visa a isso. O teatro visa a formação de atores e atrizes. Ele forma os alunos no desenvolvimento de técnicas de representação de personagem. Na oratória não existe representação de personagem. quem fala é o próprio orador apoiado na própria personalidade. 

Se um ator ou atriz tímido consegue desempenhar seu trabalho por estar aplicando técnicas de representação, na oratória deverá realmente trabalhar sua timidez por ter que usar sua própria personalidade a fim de desempenhar bem.

Qual é a posição da oratória sobre a timidez?

Oratória é comunicação, e comunicação é relacionamento. Neste caso, com o público. O que significa usar de um certo grau de desenvoltura em frente a um grupo de pessoas. 

Seja diante de poucas  ou muitas pessoas, seja diante de pessoas que representem autoridade, seja diante de conhecidos ou desconhecidos, na oratória, o fundamento principal é o mesmo, ou seja: falar bem. 

A oratória é a comunicação de excelência e visa à qualidade. 

A boa notícia é que qualquer pessoa tímida poderá desenvolver suas habilidades de comunicação ao fazer um curso de Comunicação Eficaz ou ainda um curso de Oratória prática.

A timidez deverá ser combatida. Porém, é sempre bom se valer de algum processo terapêutico. O curso de Oratória do Professor Sidnei Miranda pode ajudar nessa questão. Ele aplica diversas abordagens pedagógicas durante o curso para conscientizar seus alunos dos desafios e soluções possíveis para este caso.

Por isso ele afirma que o teatro pode não ajudar a falar em público.

Além disso também aplica técnicas de PNL, vivências, e dinâmicas de grupo para facilitar o domínio da timidez e desenvolvimento da desenvoltura. O Professor Sidnei Miranda afirma que seus alunos são estimulados a “olharem para dentro”.

Conhecer bem sobre o assunto e saber comunicar o que sabe é só o começo

Prof. Sidnei Miranda

Ele diz que é importante o desenvolvimento do auto conhecimento como parte do processo de domínio das técnicas de Oratória. Isso faz com que seus alunos reforcem a autoconfiança proporcionando muito mais segurança no momento de enfrentar o público. Seus alunos saem do curso muito mais tranquilos do que entraram. A ansiedade reduz muito e eles ganham força interior para usar no momento de falar diante de qualquer público, independente do tipo ou tamanho. 

Então, se você pretende falar em público e ainda é tímido, mas não quer se tornar um ator, o mais indicado não é fazer um curso de teatro. O mais indicado é um curso de Oratória com uma pitada terapêutica. 

Pesquise bem e escolha conscientemente. 

Boa sorte.

Compartilhe esse post!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Central de Atendimento

contato@sidneimiranda.com.br

(11) 94027-7221

(11) 2836-2080

© 2018 • Todos os direitos reservados

quero receber

Toda semana tem post novo no blog!

inscreva-se agora!